Votação da reforma Administrativa tem dias decisivos. Participe pela internet e peça aos deputados o voto contra

O serviço público brasileiro vive dias decisivos. Por um lado, servidores e defensores de um país plural e democrático estão mobilizados e pressionam deputados a votarem contra a proposta de reforma Administrativa (PEC32/20) que está em pauta na Câmara. Por outro, na contramão da defesa de serviços públicos gratuitos e de qualidade, deputados tentam votar a proposta a qualquer momento, sem o devido debate. Mais do que nunca é fundamental a participação dos servidores e da população na internet, sempre usando as hastags #cancelareforma, #SOSservicopublico, #Sevotarnaovolta. O site “Na Pressão” (https://napressao.org.br/campanha/diga-nao-a-reforma-administrativa) permite acesso direto ao deputado federal de seu estado. Envie uma mensagem pedindo que ele vote contra a proposta de reforma.

Em uma vitória da mobilização dos servidores, o PSB anunciou que votará contra a reforma. O líder do partido na Câmara, Danilo Cabral (PE), afirmou que “no momento em que a gente mais precisa de um serviço público fortalecido e da valorização dos servidores públicos, a proposta apresentada está aprofundando o desmonte do Estado brasileiro”. O partido votará em bloco contra a reforma e apresentou a contratação de servidores fora do concurso público, o que facilita apadrinhamentos e corrupção, como uma das razões para tal posição.

No entanto, nesta quarta-feira (15/9) à noite o relator da proposta, deputado Arthur Maia (DEM-BA) apresentou uma complementação de voto, alterando seu relatório. Servidores que acompanham os trabalhos na Câmara como parte do mutirão de mobilização temem que o deputado esteja articulando nos bastidores votos para votação imediata e aprovação da reforma. (Com agências) (Fotos: Nando Neves)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *