Sintrasef pela vida das mulheres

 

O Sintrasef se une a todas as mulheres neste 8 de março, Dia Internacional dos Direitos das Mulheres, na luta pela igualdade de gênero e contra o feminicídio (assassinato de mulheres). O Brasil tem a alarmante média de uma mulher assassinada a cada 10 minutos.

Mais do que uma data no calendário, reivindicamos diariamente a igualdade salarial entre trabalhadoras e trabalhadores, o acesso à saúde de modo respeitoso (principalmente para as mulheres negras), o cumprimento integral da Lei Maria da Penha e o repúdio ao conservadorismo de uma cidade que assassina uma vereadora (Marielle Franco) e um país que promove um golpe contra uma presidenta (Dilma Rousseff) democraticamente eleitas pela maioria de cariocas e brasileiras.

Com uma população 52% feminina e 48% masculina, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2017 apontavam que 44% das mulheres empregadas no país não têm carteira assinada (contra 37% entre homens). As mulheres também são as mais afetadas pela taxa de desemprego; entre elas, o índice é geralmente três pontos percentuais mais alto. Quando remuneradas, uma profissional recebe em média 35% menos do que um homem que ocupa o mesmo cargo. Nas instituições públicas, apesar de uma presença significante, poucas são as mulheres que têm a qualidade técnica reconhecida e ocupam cargos de direção.

Não é este o Brasil e o mundo que os servidores públicos querem deixar para as futuras gerações. Que o respeito dos homens pelas mulheres e a igualdade entre feminino e masculino se torne realidade!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: