Sintrasef em defesa da democracia e dos direitos do servidor

O Sintrasef participou nesta segunda-feira (8/1) do ato cívico em defesa da democracia no Brasil. O ato foi realizado na Cinelândia e lembrou a passagem de um ano de tentativa de golpe de estado no país. Com cerca de mil pessoas, representantes de movimentos sindicais, partidos políticos e organizações da sociedade civil cobraram a punição dos envolvidos na tentativa de golpe e reforçaram a necessidade do reforço diário da democracia, principalmente com a participação da população e dos trabalhadores em atos e causas coletivas. Além do Rio, diversas cidades em todo o Brasil também lembraram a data.

Para o pleno funcionamento da democracia, os diretores do Sintrasef realçaram o papel vital dos servidores públicos federais e a importância de serem ouvidos pelo governo em seus direitos e suas demandas. “Em 2022 nós conseguimos derrotar o fascismo, conseguimos colocar um governo que ouve o povo e que tinha sensibilidade com o servidor público. Agora nós precisamos ter voz nesse governo. Precisamos vir para as ruas, obrigar o governo a nos ouvir! A presença dos servidores é importantíssima para essa transformação. Foram sete anos de perdas de direitos. Agora temos como servidores o compromisso de reconstruir esses direitos”, disse Saulo Carvalho, diretor do Sintrasef e servidor do Instituto Nacional da Propriedade Industrial ( INPI).

Maria do Socorro, servidora do Ministério da Saúde e diretora do Sintrasef, afirma que a democracia e os servidores públicos federais com boas condições de trabalho e boa remuneração para prestarem bons serviços à população são parte do mesmo corpo.  “É preciso avançar em políticas sociais, com o ‘revogaço’ das reformas dos governos Temer e Bolsonaro. E é preciso também o respeito aos servidores públicos, pois o que foi recentemente  ofertado aos servidores federais foi em benefício, e esses benefícios não se expressam nos vencimentos salariais dos servidores”, afirmou ela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *