Servidores constroem resistência ao desmonte do Estado Nacional. Participe!

O governo Bolsonaro tem em sua lista de prioridades alterações nas carreiras públicas e privatizações das empresas estatais, aquelas que conforme exigido pela Constituição Federal devem prestar serviços e atendimento gratuito à população. Uma das próximas ações dessa lista deve ser o anúncio da reforma Administrativa, que provavelmente alterará a estabilidade dos servidores, reduzirá cargos e diminuirá jornadas de trabalho e remunerações.

Diante das intenções do governo, centrais sindicais convocam trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada para a Plenária Nacional em defesa dos serviços públicos municipais, estaduais e federais; das empresas públicas e estatais; e dos trabalhadores do Brasil, que será realizada nesta terça-feira (26/11), a partir das 9h, no Teatro dos Bancários, em Brasília.

Pela manhã, lideranças das centrais sindicais e de todas as entidades de servidores, incluindo os institutos e fundações, filiadas ou não às centrais sindicais existentes, discutirão uma agenda unitária de ação contra as reformas administrativas, trabalhistas e as iniciativas privatistas.

Na parte da tarde, a Plenária deverá contar com lideranças das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, além de deputados e senadores, lideranças das frentes parlamentares existentes e representantes de entidades da sociedade civil. O objetivo é conquistar a adesão de organizações democráticas e ampliar significativamente o apoio à agenda de mobilização.

Diversos grupos de Facebook e de WhatsApp têm sido criados por trabalhadores para mobilizar servidores públicos contra a reforma administrativa que está por vir, e já reúnem milhares de pessoas. Essas iniciativas são de suma importância e devem agregar às ações convocadas pelas entidades representativas das categorias, envolvendo as centrais e organizações dispostas a aderir a uma agenda de lutas construída unitariamente, com frentes jurídicas, parlamentares, de mobilização e pressão junto à opinião pública. Além das mídias digitais, procure sua associação ou sindicato profissional, participe da luta por um Brasil que respeita a sua constituição!

 

Seminário

 

Na sexta-feira (29/11) será realizada mais uma atividade para conscientização da sociedade e distribuição de materiais que poderão subsidiar conversas e debates públicos. Trata-se do seminário Desmonte do Estado e subdesenvolvimento: O que nos aguarda? Como resistir e superar a crise brasileira?, organizado pela Articulação de Carreiras Públicas para o Desenvolvimento Sustentável (Arca). O evento ocorrerá no Auditório Freitas Nobre da Câmara dos Deputados, a partir das 9 horas. (Com agências)

Deixe uma resposta