Servidores com Lula por um serviço público forte

Essa sexta-feira, 28 de outubro, é nosso dia. O Dia do Servidor Público foi instituído em 1937, há 85 anos, ainda no governo Getúlio Vargas. Servidores e população que têm direito a serviços públicos devem comemorar a existência desse dia. Comemorar e continuar a caminhada por um país com serviços públicos de qualidade para toda a população e respeito aos direitos dos servidores públicos, o que infelizmente não vem acontecendo no governo Bolsonaro. Em defesa da volta de um serviço público forte e plural, entidades de servidores de todo o país se juntam neste 28 de outubro às marchas pelo voto no candidato Luiz Inácio Lula da Silva no segundo turno da eleição 2022, neste domingo (30/11). No Rio, a concentração será às 16h, na Candelária.

Em consonância com o desejo da maioria dos servidores, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aproveitou recente sabatina à imprensa para sinalizar que, caso seja eleito, deseja fazer mais concursos e reajustar os salários dos servidores federais. “Nós vivemos, hoje, um Brasil em que os servidores públicos não receberam nenhum reajuste de salário desde 2017. É uma coisa absurda. Então o povo quer mudar”, frisou Lula.

Ao responder um questionamento sobre como melhorar as questões econômicas do país, Lula disse que é preciso investir em áreas cruciais como saúde e educação, e, para isso, seria necessário contratar mais gente. “Eu fico triste porque o salário está menor, o salário do servidor público está menor. É preciso fazer concurso público para contratar mais gente, para fazer melhor atendimento. É preciso colocar mais dinheiro na saúde, na educação.”

Além disso, o petista também apontou que é preciso melhorar o salário dos professores para que a educação do país melhore.  “Não adianta a gente querer comparar a escola privada e pública, porque na privada o professor ganha muito mais. Agora, no Brasil a gente quer que o professor trabalhe pagando um salário de fome”, disse. “Nós precisamos melhorar o ensino fundamental público no Brasil. Pra isso, precisamos aumentar o salário dos professores, dar condições. E as escolas precisam ter multifuncionalidade, para que as crianças gostem de ir pra aula”, completou. (Com agências)

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *