Servidores apresentam pauta à superintendente da Saúde no Rio

Patrícia Sanches, a superintendente Cida Diogo, José Augusto, Luis Cláudio, Luiz Marchon e Jorge Almeida durante a reunião (Fotos: divulgação)

O Sintrasef e a Associação dos Servidores do Ministério da Saúde (Asmisa) reuniram-se nesta terça-feira (11/7) com a superintendente do Ministério da Saúde no Estado do Rio de Janeiro, Cida Diogo. Os servidores foram representados por José Augusto, do Sintrasef; e Jorge Almeida, Luis Cláudio e Luiz Marchon, da Asmisa. O encontro aconteceu no prédio da superintendência, no Centro do Rio, e também contou com a presença de Patrícia Sanches, servidora da superintendência do ministério no Rio.

Após saudarem a reabertura de um canal de diálogo entre ministério e servidores após quatro anos de desprezo durante o governo Bolsonaro, os servidores apresentaram quatro pontos iniciais de discussão de interesses da categoria. São eles: o retorno imediato do atendimento presencial para além dos casos emergenciais no prédio da rua México, a regulação e o acompanhamento do ministério na descentralização dos servidores de endemias para os municípios, o acesso do servidor a documentação PPP (Perfil Profissiográfico Previdênciário), e a reinstalação da mesa estadual de negociação entre ministério e servidores.

Cida Diogo afirmou que existe a possibilidade de encaminhamento e aprofundamento dos quatro pontos colocados pelos servidores. Especificamente sobre o acompanhamento da vida profissional do servidor cedido aos municípios, a superintendente disse ser intenção dela aprofundar os laços com setores das secretarias municipais de saúde que recebem servidores federais, como o setor de Recursos Humanos, por exemplo.

Quanto à documentação PPP, Diogo concordou com a proposta de criação de um formulário de acesso dos servidores ao documento. O formulário será criado pelos representantes dos servidores e apresentado à superintendência do RJ. Ela afirmou que marcará uma reunião com o ministério em Brasília sobre o tema, e “a proposta pode avançar a nível nacional, com a possibilidade de ajustes e a implementação do formulário para todas as regiões do Brasil”.

Para José Augusto, diretor do Sintrasef, “a reunião foi bastante produtiva, principalmente em pontos como o formulário de acesso ao PPP tendo como ponto de partida a experiência dos servidores, algo impensável anos atrás e agora possível graças a abertura da nova gestão do Ministério da Saúde”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *