Nesta terça-feira (14/9) é ≠SOSServiçoPúblico na internet contra a reforma Administrativa. Participe!

A semana de mobilização e pressão a parlamentares para que votem contra a reforma Administrativa terá nesta terça-feira (14/9), às 9h, um tuitaço #SOSServiçoPúblico. É importantíssima a participação de todo servidor não só no Twitter, mas durante todo o dia nas redes sociais da internet divulgando a mensagem em defesa do serviço público gratuito e de qualidade no país.

A votação da reforma Administrativa do governo Bolsonaro (PEC 32/20) na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, através do substitutivo do relator Arthur Maia (DEM-BA), pode acontecer nesta quarta-feira (15/9). Contra a votação às pressas e em defesa do serviço público, dos servidores e da população, representantes de servidores de todo o Brasil promovem uma semana intensa de ações pela derrota da PEC-32 na Câmara. Além do mutirão na internet nestes dias decisivos, na quarta-feira os servidores promovem reunião aberta no espaço do servidor às 9h e visita a gabinetes de deputados, que se repetirá durante toda a quinta-feira.

Coordenador da Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, o deputado Rogério Correia (PT-MG) reafirmou que vê possibilidades reais de barrar a reforma no Congresso Nacional. Para ele, o governo não tem ainda os votos necessários para aprovar a PEC 32. Na Comissão Especial a análise é de que seis votos seriam suficientes para que a proposta não chegue ao Plenário.

 

Retrocesso

 

“Essa PEC 32 é um atraso em todos os sentidos. Se isso passar será um retrocesso de mais de 30 anos desde a Constituição. Com a farsa de “combater privilégios”, na verdade o intuito da reforma é o desmonte do serviço público, que é essencial para o bom funcionamento das Instituições públicas e consequentemente o atendimento à população”, diz Artur Accacio, diretor do Sintrasef e servidor do Ministério da Saúde.

“O ‘presidente da Economia do Brasil’ e o seu chefe tinham que estar se preocupando com a carne, o ovo e a gasolina caríssimas, e com a inflação altíssima. Tinham que se preocupar com pessoas passando fome e sem perspectiva social!”, completa ele. “Não votem no deputado federal do seu estado que está apoiando esta aberração chamada de PEC 32! Que o Senhor Jesus abençoe o nosso Brasil”, finaliza Artur Accacio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *