Funasa: servidores protestam contra manobra da AGU para atrasar pagamento da indenização de campo

 

Maxwell Santos, diretor do Sintrasef e servidor do ministério da Saúde

O Sintrasef e outras entidades sindicais ligadas ao Ministério da Saúde realizaram nesta quinta-feira (13/12) uma assembleia e um ato de protesto em frente a sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no Centro do Rio. Os servidores protestaram contra a intervenção da Advocacia Geral da União (AGU) no acordo entre trabalhadores e a Fundação Nacional da Saúde (Funasa) no processo de indenização de campo. A AGU alegou que a Funasa não poderia homologar acordos e pediu um novo prazo. As suspeitas são que as ordens para a suspensão do pagamento dos trabalhadores vieram da equipe de transição do governo Bolsonaro.

Durante o ato de protesto os servidores deixaram bem claro que já esperaram 10 anos e não desistirão da luta até receberem o dinheiro que lhes é devido. “Sabemos que o governo Bolsonaro ainda nem tomou posse e já começou a cortar direitos dos servidores e trabalhadores. Faremos nossa parte e não permitiremos, continuaremos na luta”, disse o diretor do Sintrasef e servidor do Ministério da Saúde Maxwell Santos.

Deixe uma resposta