Estudantes e sindicalistas se unem em ato contra cortes e reforma

Nesta terça-feira (13), o centro do Rio de Janeiro foi tomado por manifestantes lutando a favor da educação pública brasileira e contra a reforma da Previdência. A concentração começou em torno de 15h, na Praça da Candelária, e mais tarde a passeata saiu em direção à sede da Petrobras. Esta é a terceira manifestação no ano que reúne estudantes e trabalhadores contra os cortes do governo Bolsonaro.

Manifestação reuniu estudantes e trabalhadores na Candelária (Foto: Nando Neves)

Os atos foram organizados pela Central Única de Trabalhadores (CUT) juntamente com entidades estudantis. Os manifestantes levaram bandeiras, faixas e cartazes com frases em defesa da educação e em oposição às mudanças adotadas pelo atual presidente da república. Representantes convocavam no microfone a população a se juntar na luta e criticavam duramente a reforma da Previdência, que dificulta a aposentadoria dos trabalhadores principalmente dos servidores públicos.

Jovens em defesa da educação pública brasileira (Foto: Maitê Rodriguez)
Faixa dos trabalhadores (Foto: Nando Neves)

Diversas centrais sindicais estiveram presentes, incluindo alguns diretores do Sintrasef, em marcha pelos seus direitos. Jovens estudantes de universidades públicas e federais se encontraram em maioria. De acordo com o levantamento da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), cerca de 200 cidades em todo o Brasil tiveram atos e somaram 83 milhões de pessoas nas ruas em protesto.

Deixe uma resposta