Conheça as propostas que o Sintrasef leva para a 16º Conferência Nacional de Saúde

A 16º Conferência Nacional de Saúde, que acontece de 4 a 7 de agosto no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade em Brasília, vai reunir mais de quatro mil pessoas para analisar o quadro atual da Saúde e determinar melhorias voltadas principalmente ao Sistema Único de Saúde (SUS). O evento, organizado pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e realizado pelo Ministério da Saúde, vai debater as propostas retiradas das conferências municipais e estaduais que aconteceram ao longo do ano.

O Sintrasef, como representante dos trabalhadores, vai apresentar duas propostas contidas no Eixo II: Consolidação do SUS, referentes aos profissionais da saúde:

1. Implementar o Plano de Cargos, Carreiras e Salário – PCCS, para todos os trabalhadores da saúde com abertura de concurso público e oferta de vagas, garantindo piso nacional prevalecendo o teto como referência e isonomia salarial para todos os trabalhadores, com incentivo a valorização profissional e promovendo condições dignas de trabalho.

2. Programar a Política Nacional de Saúde do trabalhador e trabalhadora da área de saúde.

Os diretores do sindicato que estarão presentes na conferência são José Augusto, do Conselho Municipal de Saúde de Nilópolis; George Luis, do Conselho Municipal de Saúde de São Gonçalo; e Luiz Carlos de Souza, presidente do Conselho Municipal de Saúde de Itaguaí.

“O objetivo principal do Sintrasef e da conferência em geral é a defesa do SUS, essa vai ser a pauta predominante. Nós queremos o dinheiro público dentro da saúde, não podemos deixar o SUS morrer”, diz Luiz Carlos.

Além das propostas defendidas pelo sindicato, outras melhorias serão apresentadas pelo Rio de Janeiro, como o financiamento adequado do SUS, o fortalecimento da gestão, a garantia dos serviços oferecidos pelo SUS, o fornecimento regular de medicamentos e acima de tudo o direito do cidadão de ter uma saúde de qualidade.

Deixe uma resposta