Conferências municipais defendem fortalecimento do SUS no Rio de Janeiro

Luiz Carlos Netto, diretor do Sintrasef, defendeu o fortalecimento das propostas locais durante a conferência de Itaguaí (Foto: Divulgação)

O Sintrasef participou das Conferências Municipais de Saúde, realizadas de fevereiro a abril, em 92 municípios do Rio de Janeiro.  O objetivo principal do evento é avaliar a situação da saúde e formular estratégias e diretrizes para melhorar e fortalecer os serviços prestados no Sistema Único de Saúde (SUS). O tema deste ano foi “Democracia e Saúde: Saúde como Direito, Consolidação e Financiamento do SUS” e teve a presença de profissionais da área, da população e de centrais sindicais.

Além do Rio de Janeiro, conferências também foram feitas em municípios de todos os estados do Brasil. Elas discutiram e trabalharam os seguintes eixos: ‘Saúde como Direito: um olhar integral para as pessoas e o meio’; ‘Consolidação dos princípios e diretrizes do SUS’; ‘Financiamento do SUS’ e ‘Regionalização como eixo estruturante para otimização e acesso do usuário do SUS’.

Diretor do Sintrasef e presidente do Conselho Municipal de Itaguaí, Luiz Carlos Netto participou da 9º Conferência Municipal de Saúde, que ocorreu nos dias 4 e 5 de abril, no Teatro Municipal de Itaguaí. Oficinas foram produzidas para discutir cada um dos eixos e criar propostas para melhorar a saúde nacional, estadual e municipal. “A atuação do sindicato é bem grande em defesa do serviço público. O nosso papel é brigar para que as propostas retiradas na conferência continuem cada vez mais fortes”, diz Luiz Carlos Netto.

As conferências de Nilópolis e Queimados tiveram a participação do diretor do Sintrasef e servidor do Ministério da Saúde, José Augusto. Ele explica o trabalho do sindicato nos eventos: “Como o Sintrasef tem vários conselheiros de saúde, atuamos na condição de delegado”. Ele também pede mais apoio do governo: “O SUS não pode acabar! Ele precisa de um financiamento adequado. Como servidor público e usuário do SUS, espero que as propostas das conferências sejam respeitadas, porque elas vieram do povo”. Outros diretores também estiveram presentes nos municípios de Macaé e São Gonçalo.

Após os debates nas Conferências Municipais, acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de maio, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), a 8ª Conferência Estadual de Saúde, na qual o Sintrasef também estará presente. Nela, as propostas dos 92 municípios fluminenses serão expostas e discutidas pelos delegados escolhidos. Da mesma forma ocorrerá em todos os estados do Brasil. A partir disso, um único documento será produzido e apresentado na 16ª Conferência Nacional de Saúde, de 4 a 7 de agosto, em Brasília.

Deixe uma resposta